Gestão comercial em debate no Circuito de Capacitação do Setor do Vestuário

O evento, realizado na noite dessa terça-feira (18), na Findes, contou com palestra de Denise Mattos

O Circuito de Capacitação do Setor do Vestuário iniciou na noite dessa terça-feira (18) o segundo ciclo de palestras de 2017, com apresentação da especialista Denise Mattos, que falou sobre o tema “Gestão comercial em moda” no Salão da Indústria do Edifício Findes, em Vitória. O Circuito prossegue com a mesma palestrante em Linhares (19/04), Colatina (19/04) e Cachoeiro de Itapemirim (20/04), e trata-se de uma ação iniciada em 2016 pelo Sistema Findes por meio do Instituto Euvaldo Lodi (IEL-ES), com apoio da Câmara Setorial da Indústria do Vestuário da Findes e parceria técnica do Instituto Rio Moda, e que retoma suas atividades com palestras gratuitas voltadas para empresários e profissionais do setor.

“A evolução das gerações mudou completamente os pensamentos e atitudes do consumo em moda no Brasil e no mundo”, afirmou Denise Mattos logo no início de sua palestra, diante de um Salão da Indústria lotado por um público formado por empresários, estilistas e demais envolvidos com o mundo da moda. “Hoje, é o consumidor quem dita as tendências. Acabou a era em que as marcas que diziam o que você iria vestir. A geração atual está hiperconectada nas mídias digitais e busca por marcas que vendam um diferencial com grande carga de autenticidade em sua proposta”, completou a especialista, que possui 25 anos de experiência em gestão no varejo, tendo em seu currículo a atuação como supervisora da Animale e diretora comercial da Farm, Fábula e Foxton – hoje, atua como diretora de operações do Grupo Restoque.

“A forma de consumir da chamada ‘geração Y’ – pessoas com idade entre 20 e 35 anos hoje – representa um imenso desafio ao mercado, que precisa se reinventar a cada instante para não ficar para trás. Trata-se de uma geração que cresceu diante de grandes avanços tecnológicos e, por isso, é bastante exigente”, destacou Denise Mattos. “E temos, ainda, a geração seguinte, chamada de ‘geração Z’, com pessoas nascidas a partir da metade da década de 90 até o ano de 2010. Esses serão os maiores inovadores de atitudes e maneiras, de experiências de compras e conquistas”, enfatizou a especialista.

Denise Mattos compartilhou ainda algumas de suas experiências no intuito de compreender essa nova forma de pensar e de consumir. “O mundo hoje está na ‘nuvem’. Existem marcas ou lojas multimarcas que nasceram e se mantêm exclusivamente on-line. Para o caso de quem tem uma loja física, é importante haver esse canal digital direto com os consumidores em potencial, seja com ferramentas de comércio eletrônico, seja com o uso das redes sociais”.

De acordo com Denise, o consumidor de hoje influenciou as gerações anteriores no sentido da busca por experiências e emoções na hora da compra. “Estando com a loja conectada à versão on-line, pode-se ampliar as possibilidades de venda de um produto que, porventura, não tenha no estoque físico. Sem contar que a mídia digital trouxe um conhecimento abrangente para os consumidores, de forma que eles saibam tanto ou até mais sobre um produto do que o próprio vendedor”, completou Denise Mattos.

Por Fabio Martins