Projeto 027: uma exposição que conecta artistas, arte, espaço e público

Foto do artista capixaba Orlando da Rosa Farya que acaba de ser indicado para concorrer ao Prêmio PIPA 2017

Criar uma conversa entre artistas em suas diferentes linguagens e possibilitar que o público tenha acesso à produção local por meio de vertentes poéticas. É sob esse prisma que o Sesi Arte Galeria se prepara para receber a exposição “Projeto 027”. Todas as formas de arte unidas para apresentar as criações de cinco artistas que, por meio da pintura, colagem, vídeo, foto e desenho, mostrarão a diversidade artística do Espírito Santo. A exposição abre as portas no dia 28 de setembro, em Vitória.

O Sesi Arte Galeria seguirá o conceito de unir o setor industrial ao cultural. “Mais de 22.000 pessoas já passaram pelas duas exposições apresentadas anteriormente na galeria. Tenho certeza de que esta será outro sucesso. O “Projeto 027” trará um recorte do panorama atual da arte contemporânea desenvolvida no Estado pelas mãos de cinco artistas convidados. Os visitantes terão à disposição materiais que incentivam a criatividade e aludem ao processo industrial, marcando o propósito do Sesi Arte Galeria”, ressalta o superintendente do Sesi-ES, Luis Carlos Vieira.

Nesta primeira edição, o “Projeto 027” traz os trabalhos dos veteranos Orlando Rosa Farya e Heidi Liebermann e de representantes da nova geração, como Gui Castor e Ana De Sena, além da notável artista capixaba Helena Dias Sardenberg. Diferentes gerações reunidas em um único espaço para mostrar individualmente o universo artístico de cada um.

“Tivemos um grande cuidado em desenvolver esse trabalho em parceria com os artistas. Justamente para dar a eles a oportunidade de mostrar aquilo que desejam que o público conheça de seus trabalhos, sempre harmonizando o material com a proposta curatorial. Orlando da Rosa Fayra, por exemplo, mostrará obras de sua série ‘Terra em transe’, inspirada no filme homônimo de Glauber Rocha”, destacou a curadora Rosa-Nina Liebermann.

Sobre a exposição

A ambientação da exposição, composta por módulos divisores, permite que sejam criadas circunstâncias individuais para cada artista, oferecendo assim intimidade para os distintos universos em que cada um deles se movimenta. Ao mesmo tempo, por meio de padronizações na estética aplicada aos painéis, a expografia confere homogeneidade e harmonia visual à exposição.

A luminosidade natural da galeria será amortecida por meio de plotagem com efeito blackout nos vidros da fachada. A redução quase total da luz natural transforma o espaço em algo absolutamente distinto da cena existente na área externa da galeria. Essa mudança drástica do contexto visual faz com que o visitante tenha a sensação de imersão imediata no universo proposto pela mostra: o universo da arte.

Outro elemento importante da exposição será o viés educativo. A criação do diálogo entre as obras expostas, a sua história e o que elas trazem de reflexão serão trabalhados com o público como forma de “arte educação”. Para isso, haverá o espaço da Oficina Criativa, com duas grandes mesas, para incentivar a criatividade e desenvolver trabalhos autorais.

“Será um ambiente descontraído, cheio de carimbos, lápis, cola bastão, papéis para colagem. O conceito da ação é fazer algo relacionado à produção industrial. Por isso trouxemos a ideia dos carimbos, para desenvolver padronagens, estampas, como ocorre na produção industrial. Os participantes produzirão peças simples, que poderão levar para casa. As oficinas, guiadas pelos mediadores, agregam valor pelo seu caráter educativo e cativam pelo aspecto da interatividade”, explicou Rosa-Nina Liebermann.

Todo o desenvolvimento criativo da expografia contou com a participação dos alunos de marcenaria do Senai-ES, o que inclui os painéis nos quais as obras serão apresentadas, as mesas da Oficina Criativa e os módulos necessários para assessorar o trabalho da artista Ana de Sena. O intuito é expandir o leque de possibilidades que o domínio deste ofício proporciona, mostrando aos alunos o valor da profissão, além de inspirar outros jovens a seguir a carreira.

Por fim, o conjunto das obras expostas tem o potencial de atingir um público vasto, devido à sua característica poética e universal. Desenvolvido exclusivamente para o Sesi Arte Galeria, o “Projeto 027” possibilita que tanto o crítico de arte quanto o leigo, que admira as obras pelo prazer de olhar, tenham uma belíssima experiência cultural.

 

Exposição – Projeto 027

Data: 28 de setembro a 10 de dezembro

Visitação: de terça a sexta, das 08h30 às 18h30. Sábados, domingos e feriados de 10h às 17h

Local: Sesi Arte Galeria – Av. Nossa Senhora da Penha, 2053, térreo – Edifício Findes, Santa Lúcia – Vitória/ES

Entrada gratuita

Contato: 3334-5761

 

Conheça os artistas:

 

 

Por: Natália Magalhães