Findes debate impactos da indústria 4.0

Com o objetivo de capacitar os profissionais para as mudanças no cenário da indústria, a Findes iniciou nessa segunda-feira (09) uma série de debates e workshops sobre os impactos da Indústria 4.0 no mercado de trabalho e na produtividade.

O evento, organizado pelo SENAI-ES, contou com a presença de estudantes, professores, profissionais e empreendedores. A condução ficou por conta de dois diretores da alemã Festo Didatic, referência mundial em automação e instrumentação: Victor Teles e Theodoros Ktistakis.

“Uma das metas da Federação é colocar na agenda o tema produtividade. O motivo, é simples: a indústria que não focar nisso terá encontro marcado com sua descontinuidade. E não há como falar em produtividade sem tratar de novas tecnologias, inovação e indústria 4.0”, destacou o presidente do Sistema Findes, Léo de Castro.

Vitor Teles iniciou sua exposição apresentando o trabalho da Festo em todo o mundo e como a empresa aplica os conceitos da indústria 4.0 no seu dia a dia: inovação de produtos e processos, internet das coisas, nuvem, big data, sustentabilidade e as novas formas de comunicar. A fala do professor Theodoros foi voltada para os profissionais, destacando as competências necessárias para o mercado de trabalho, como interdisciplinaridade, liderança, trabalho em equipe e resolução de problemas.

O superintendente do Senai-ES, Luis Carlos Vieira, falou sobre a importância de os profissionais buscarem conhecimento. “Essas mudanças impactam profundamente os negócios e a indústria do Espírito Santo precisa estar bem posicionada. É por isso que precisamos preparar os profissionais e capacitá-los para enfrentar esses desafios, desmistificar o tema e aplicá-lo no nosso dia a dia. E o Senai-ES está preparado para liderar esse processo”, afirmou.

 

Por: Camila Uliana