Inteligência artificial: alunos do Sesi Laranjeiras criam protótipo de robô capaz de resgatar vítimas

Equipe Laranja Mecânica disputa uma vaga na final da Olimpíada Brasileira de Robótica

Um robô capaz de superar terrenos irregulares, transpor obstáculos, desviar de escombros, subir montanhas e resgatar vítimas, levando-as para um lugar seguro, onde humanos possam assumir os cuidados com os feridos. Criar esse dispositivo era o desafio da equipe Laranja Mecânica, um grupo de quatro alunos do Sesi Laranjeiras, junto com o professor Carlos Raphael de Magalhães Ferreira.

Os meninos não só deram conta do recado, como estão em Curtitiba (PR) disputando a Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR) com outras 90 equipes de todo o Brasil. O evento termina nesta sexta-feira (10). A interlocutora de projetos de tecnologia educacional do Sesi-ES, Olívia Costa de Oliveira, explica como a equipe chegou à etapa nacional da competição.

“A Laranja Mecânica  venceu a etapa estadual da Olimpíada Científica e foi classificada para a etapa nacional. Aqui  em Curitiba eles estão fazendo apresentações do robô autônomo, que é capaz de tomar decisões a partir do reconhecimento de alguns comandos que nossos competidores programaram. Apesar de cursarem o nono ano, eles estão concorrendo com estudantes do Ensino Médio e Ensino Técnico, porque assim têm a possibilidade de se classificarem para competições internacionais”, esclarece.

Como funciona o robô inteligente

Equipe Laranja Mecânica: Alunos  do Sesi Laranjeiras com o protótipo do robô inteligente na OBR

Mateus Moreno, Flávio Bianchini, Caio Maxwell e Daniel Garcia, desenvolvedores do robô, criaram um dispositivo que, em uma simulação de ambiente real de desastre, conseguisse resgatar as vítimas, que são representadas por bolinhas de isopor revestidas de papel alumínio, sem nenhuma interferência humana. Assim, quando o protótipo chega a uma encruzilhada, ele é capaz de “ler” algumas fitas coloridas que os alunos colocam no ambiente simulado. Assim, consegue decidir se pode seguir em frente, se deve retornar ou mudar de direção a fim de levar as vítimas até local seguro.

Veja como foi a etapa estadual aqui: http://bit.ly/SesiRobotica