Histórico

No final da década de 50, início dos anos 60, as atividades industriais no Espírito Santo pouco pesavam na arrecadação do Estado. Sua economia era baseada no setor primário, compreendendo a agricultura, a pecuária e o extrativismo. No setor primário ainda prevalecia o café.

Naquela época, a classe empresarial capixaba se aglomerava em torno da Associação Comercial de Vitória. Mais tarde, foi criada a Federação do Comércio, sendo um de seus fundadores e primeiro presidente, Américo Buaiz.

As características econômicas e sociais do Espírito Santo, como no Nordeste brasileiro, representavam um crescimento econômico desigual em relação às regiões Sul e Sudeste. Um grupo de empreendedores capixabas começou a pensar, então, em sensibilizar o governo federal, favorável à ideia de integração econômica nacional, à correção de distorções regionais e à criação de novos pólos industriais.

Panificação e Confeitaria; Massa Alimentícias e Biscoitos e Industria de Serraria e Carpintaria. Hoje, são 31 sindicatos filiados.Foi criada, então, em 12 de fevereiro de 1958, a Federação das Indústrias do Estado do Espírito Santo – Findes e reconhecida por carta sindical assinada pelo ministro dos Negócios do Trabalho, da Indústria e do Comércio, Fernando Nóbrega, em 29 de julho de 1958. Américo Buaiz foi o primeiro presidente.

No princípio, a Federação reunia apenas cinco sindicatos: Indústria de Torrefação e Moagem de Café; Indústria da Construção Civil; Indústria Mecânica; Indústria da

Desde 1958, a história da Findes se confunde com a história do Espírito Santo. Sua capacidade de representar os anseios do empresariado da indústria tem contribuído para o desenvolvimento do Estado.

Imprimir Enviar a um amigo

©FINDES - Federação das indústrias do Espírito Santo. Todos os direitos Reservados.
Av. Nossa Senhora da Penha, 2053, Ed. Findes, Stª Lúcia - Vitória - ES - CEP: 29045-403